Resultado de imagem para vinho

O vinho é uma bebida que combina com vários pratos, sejam frios ou quentes, basta saber harmonizar cada um e entender qual é o mais adequado para cada ocasião. Mas, os pratos podem ficar mais saborosos e encantadores quando o vinho é utilizado no preparo do alimento. Uma das questões que mais geram dúvidas, na hora de incluir o vinho em uma receita, é o álcool. Será verdade que todo o álcool evapora, durante o cozimento? Continue lendo e entenda como esse processo é realizado. 

Resultado de imagem para vinho

A quantidade de álcool que permanece no alimento depende de vários fatores, entre eles se é um vinho ou um destilado, técnica de cozimento e tempo de cozimento. Com base nisso, foi realizada uma pesquisa pelo Departamento de Agricultura dos Estados que ajuda a entender essa questão.

  • Ao acrescentar vinho a um líquido em fervura, apagando o fogo em seguida, apenas 15% do álcool evapora; 85% permanece no alimento;
  • Cozinhar em fogo brando, ou mesmo assar, por um tempo de 15 minutos, faz com que aproximadamente 60% do álcool evapore;
  • Uma hora de cozimento, em fogo baixo, evapora cerca de 75% do álcool do vinho;
  • Em compensação, duas horas e meia de cozimento, em fogo baixo, promovem a evaporação de aproximadamente 95% do álcool do vinho;
  • Aqui vai o dado mais surpreendente. Ao contrário do que se pensa, mesmo quando flambamos uma bebida alcoólica, o álcool não é totalmente consumido, pelo contrário. Esse processo retira apenas 25% do álcool de um líquido, permanecendo ainda cerca de 75%.

A bebida alcoólica, em geral, realça o gosto do prato e acrescenta aromas delicados a doces e salgados. Os vinhos bons para cozinhar são otintos, brancos, o madeira, do Porto e marsala. É necessário entender que se a receita pede vinho seco, não indicado que seja utilizado outro tipo, ja que o resultado não será igual.

Bisteca de porco com molho de vinho e batata na pressão

Ingredientes:

  • 6 bisteca suína grandes;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • 1 xícara (chá) de vinho branco seco;
  • 2 colheres (sopa) de óleo;
  • 1 tablete de caldo de carne;
  • 1 xícara (chá) de Água;
  • 2 colheres (sopa) de extrato de tomate;
  • 500 gramas de batata pequenas e com casca;
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva;
  • 1 colher (sopa) de alecrim;
  • • salsa (ou salsinha) a gosto;
  • • sal a gosto;
  • • pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo:

  • Tempere as bistecas com o alho, sal, a pimenta e o vinho;
  • Deixe tomar gosto por 30 minutos;
  • Aqueça a panela de pressão com o óleo e doure as bistecas escorridas do tempero (reserve a marinada);
  • Junte o tempero, o caldo de carne, a água e o extrato;
  • Tampe a panela e leve ao fogo alto até ferver;
  • Abaixe o fogo e cozinhe por mais 15 minutos;
  • Em outra panela de pressão, ponha as batatas lavadas, o azeite, mais sal e o alecrim;
  • Tampe e cozinhe em fogo alto até ferver;
  • Abaixe a chama e cozinhe por mais 3 minutos, sacudindo a panela às vezes para as batatas dourarem por igual;
  • Espere sair a pressão da panela das bistecas;
  • Transfira para uma travessa, polvilhe salsa e sirva com a batata dourada.

Fonte: claudia.abril, tintosetantos