Com o passar dos anos o vinho foi se tornando costume no Brasil, bastante consumido entre amigos e durante as refeições, seja em um jantar romântico ou em um almoço em família. Com a chegada do frio a bebida vai ganhando mais destaque, ideal para acompanhar pratos quentes e mais encorpados, como sopas, fondues, massas, risotos e carnes, além de sobremesas deliciosas que combinam perfeitamente com um vinho. Conheça a seguir os três motivos pelos quais faz bem tomar vinho no inverno.

Como já foi mencionado anteriormente, o vinho é a principal bebida quando pensamos em combinações gastronômicas do inverno. Nos dias mais frios de Curitiba não tem nada melhor como uma tradicional noite de vinho e queijos, perfeito para receber familiares e amigos e passar um momento de alegria e descontração.

Assim como tem muitas pessoas que não resistem a um bom vinho com queijo, tem algumas que rejeitam essa combinação. Um gorgonzola é delicioso para ser apreciado com um Porto, já um brie derretido no forno com geleia de damasco combina perfeitamente com um vinho branco ou tinto, depende do gosto de cada um. O tipo gouda vai bem com vinhos leves, espumantes e brancos.

Quando consumido de forma correta e na quantidade indicada pelos especialistas, o vinho proporciona vários benefícios para a saúde. É composto por algumas substâncias químicas saudáveis, chamadas polifenóis, que afetam positivamente muitas funções do organismo. Além desses benefícios citados, a bebida auxilia no sistema imunológico, melhora a saúde do coração, ajuda no condicionamento físico e melhora a qualidade de vida.

Com certeza você já ouviu falar que uma taça de vinho ajuda a aquecer, isso acontece porque, como toda bebida alcoólica, age como um vasodilatador fazendo com que o sangue flua pelas artérias mais facilmente, provocando perda de calor e causando o aquecimento.

Qual vinho escolher?

qual vinho escolher

Saber escolher o vinho ideal para um jantar romântico com alguém especial pode ser difícil, por isso é necessário conhecer quais são os principais modelos e as características de cada um para não se decepcionar depois, procure ler e se informar sobre o assunto, perguntar para o vendedor ou pesquisar na internet pode ser uma ótima solução. Também é interessante experimentar outros sabores e não ter medo de inovar, apostando nos vinhos mais complexos.  

Os vinhos encorpados e com maior teor alcoólicos são os que mais combinam com os dias frios de Curitiba, uma boa escolha são os tintos que devem ser servidos com a temperatura entre 16º e 18º. Vinhos doces e fortificados também são perfeitos, ideais para acompanhar petiscos, entradas e sobremesas.

Confira a seguir duas opções de vinhos que podem ser ótimas para está época do ano:

  • Malco Reserva Cabernet Sauvignon é uma bebida produzida pela vinícola Malco, de origem chilena. É um vinho muito especial e indicado para o inverno, por ser encorpado e delicioso para acompanhar pratos quentes. Possui aromas intensos de cereja preta, cedro e morango.

  • Veo Grande Carménère, também de origem chilena, é produzido pela Errazuriz Ovalle, combina perfeitamente com comidas italianas e mais temperadas.

Como servir?

servir o vinho

Após ter conhecido as vantagens do vinho no inverno e os principais modelos que ajudam a deixar os dias mais frio agradáveis, é necessário conhecer as técnicas para servir a bebida de forma correta.

É importante que a garrafa esteja bem visível, sem estar tampada com guardanapos ou outras decorações, assim as pessoas que estão sendo servidas vão poder conferir qual é o rótulo do vinho. A garrafa deve ser aberta no momento em que será servida, se for tinto ou jovem é possível utilizar um decanter para que o vinho abra e se expresse melhor. A ordem dos vinhos deve ser respeitada, os brancos devem ser servidos por primeiro, seguido pelos rosados e tintos.

Fontes:

Blog Peterlongo.

Blog Art des Caves